Amabap goleia o Amoreiras e leva vantagem para o jogo decisivo da Taça Cidade de 2019.

O Estádio Paulo Brochado, foi palco na tarde deste sábado, 12/10/2019, do primeiro jogo das finais da Taça Cidade de Paracatu 2019, com a equipe do Amabap vencendo o Amoreira, pelo placar de 3 a 0, com gols de Diego Roquete (1), Thiago (1)e Biro(1).além da vitória, o Amabap acabou com uma série de vitórias de mais de um ao de invencibilidade do Amoreiras, fato inédito no futebol Paracatuense.

Sem poder contar com a presença do atacante Daniel Mundim e o meia Elivelton, o Amoreiras do técnico Batista, entrou em campo com um esquema muito defensivo e com o lateral Vitinho improvisado no meio de campo, já o Amabap mostrou um melhor futebol no primeiro tempo, com destaque para o seu forte e habilidoso meio de campo, composto por Vitão, Zé Wilson, Flávio Mineiro e Alisson Chupetinha, que mesmo passando um momento difícil de saúde, fez uma grande jogo, mostrando muita raça e determinação com a camisa do carrocel da zona sul.

Com a entrada do meia Kennedy, a equipe do Amoreira cresceu de produção e levou por várias vezes muito perigo para a meta do goleiro Mussum,  que numa tarde inspirada, foi eleito o melhor jogador em campo, fazendo 5 defesas difíceis e garantindo a vitória até um certo elástica, do Amabap sobre o Amoreira.

Com o excelente resultado conquistado no primeiro jogo, o Amabap  poderá perder por uma diferença de até 2 gols,para conquistar o titulo na segunda partida, que será realizada no próximo sábado, ás 15:00 horas no Estádio Frei Norberto, já o Amoreiras irpa precisar de uma heroica vitória, pelo placar de 03 gols de diferença, para levar a decisão para as cobranças de pênaltis.

O Amabap venceu com: Mussum, Leandro, Gilson, Léo, Luiz Coelho( Biro), Vitão, Zé Wilson, Flávio Mineiro( Maikin), Alisson Chupetinha Luiz Fernando), Diego Roquete ( Danilo Roquete) e  Thiago.técnico Alonso.

O Amoreiras perdeu com: Brandão, Celminho, Cocão, Lucas, Jessy, Gabriel( Ricardo), Caio, Vitinho, Baiano ( Kennedy), Bruno Jajá, Igor Pato, técnico Batista.

Arbitragem: árbitro Marcão, auxiliares Issac e Paulo.

 

 

 

Categorias

Print Friendly, PDF & Email