Paracatu Futebol Clube: um sonho conturbado que pode ter chegado ao fim.

O futebol Paracatuense recebeu, como uma bomba, a notícia do fim da equipe profissional do Paracatu Futebol Clube. O seu mandatário, Elias Andrade, decidiu retirar a equipe de Paracatu e leva-la de volta para a cidade de Unaí, de onde veio em 2013, alegando falta de estrutura e de recursos financeiros,  para disputar o futebol Candango na temporada de 2014. Agora, depois de 5 anos, ele alega a mesma falta de estrutura e de recursos financeiros de Paracatu, para tirar o time profissional da nossa cidade.

Mesmo tendo vindo com vários problemas extra  campo e ainda com o nome de Unaí Esporte Clube, a cidade de Paracatu recebeu o time de braços abertos. O time recebeu o apoio de empresas e da Prefeitura.

A fanática Torcida do Águia do Noroeste, em pouco tempo, se tornou uma das maiores do Campeonato Candango, acompanhando e apoiando o time em todos os jogos e lotando as arquibancadas do Estádio Frei Norberto.

Estando sediada em Paracatu, a equipe participou da primeira divisão do campeonato candango de 2014 a 2019 e, a cada ano, vinha se estruturando e crescendo, dentro e fora do campo, conseguido bons resultados e sendo muito respeitado dentro do futebol Brasiliense.

O futebol Paracatuense sempre foi considerado um dos melhores do Noroeste Mineiro e, também, um celeiro de craques para o futebol brasileiro, sendo o seu maior representante Dario Gouveia Damasceno, o Dario Alegria, com passagem em grandes clubes como Palmeiras, Flamengo, Fluminense e o América mineiro,  entre outros. Por isso, é possível que ainda venhamos a ter um time profissional em Paracatu, comprometido com os desportistas Paracatuenses e à altura do que a cidade merece.

Que o velho ditado – pau que nasce torto nunca se endireita – não prevaleça e que, o que era Unaí, se tornou Paracatu e agora volta a ser novamente Unaí, consiga seguir em busca de vitórias. Os cidadãos não  têm nenhuma culpa por toda esta confusão. O futebol é uma paixão nacional, mexe com os sentimentos e os amantes do futebol merecem respeito e não devem serem tratados dessa maneira.

Print Friendly, PDF & Email